Propel
Blog
Biossegurança20 de junho de 2022

O que é gestão de processos e como implantar na indústria?

 

O que é gestão de processos e como implantar na indústria?

Todos os funcionários desejam que a empresa em que trabalham prospere e aumente os seus lucros para que eles sejam valorizados e recebam melhor, não é mesmo? No entanto, esse processo de crescimento empresarial nem sempre é fácil. A boa notícia é que ele pode ser facilitado pelo uso de algumas técnicas, como a gestão de processos, por exemplo.

Esse procedimento é baseado na sistematização dos processos dentro da indústria, independente da área de atuação da empresa. Com essa maior organização, é possível criar um melhor método de análise, otimização, monitoração e controle do sistema de produção, o que auxilia no desempenho de processos de negócios interdependentes.

Além disso, você precisa entender que os processos industriais necessitam passar por constantes atualizações para que, dessa forma, a empresa consiga se manter como um negócio sólido dentro do mercado. Com isso, a gestão por processos se apresenta com uma medida atualizada e moderna para elevar o nível de qualidade e garantir maior competitividade para a empresa.

Ficou interessado e quer saber ainda mais sobre o assunto? Então descubra neste artigo o que é de fato gestão de processos, quais as suas principais vantagens e veja um pequeno passo a passo para conseguir instalar esse sistema em qualquer indústria.

O que é gestão de processos?

A gestão de processos, que também pode ser denominada como gestão por processos, é um modelo de sistematização e logística organizacional que busca fazer com que a administração de uma indústria seja mais fácil e eficiente. Essa melhor organização está centrada na utilização de um conjunto de recursos para transformar as entradas e saídas de cada setor da fábrica.

É preciso entender que qualquer processo dentro de uma indústria implica na saída de um material de uma área e, por consequência, na entrada em outra. Com isso, todos esses processos realizados devem sempre agregar valor ao material que está sendo transformado, para no final se ter um produto pronto e com valor de mercado.

Outro fator de grande importância para conseguir aplicar uma gestão de processos e obter êxito, é a compreensão de que qualquer atitude para que uma ação seja tomada deve ser orientada aos processos em si. Pode até parecer complicado, mas isso significa que o foco deve estar em cada funcionário que executa uma tarefa dentro do processo e não em um departamento como todo, por exemplo.

Além disso, existem dois tipos de abordagens possíveis dentro de uma gestão por processos: a funcional e a sistêmica. A primeira baseia a organização das etapas de trabalho a partir da hierarquia já estipulada na empresa. Enquanto isso, a segunda busca uma melhor ordenação dos processos de forma integrada e lógica.

Metodologias de gestão de processos

Além dos dois diferentes tipos de abordagens que já apresentamos no tópico anterior, também existem duas metodologias que norteiam a atuação do método de gestão de processos. Conheça abaixo as metodologias PDCA e BPM:

Metodologia PDCA

Fundamentada em quatro ações básicas, sendo elas o planejamento, a execução, o controle e a ação, a metodologia PDCA procura identificar a causa dos possíveis problemas e, a partir disso, implementar soluções para aperfeiçoar os processos, em uma melhoria contínua.

Metodologia BPM

Com a sigla baseada no nome em inglês Business Process Management, que significa em tradução livre para o português Gerenciamento de Processos de Negócio, essa metodologia permite e busca um mapeamento e um maior conhecimento dos detalhes de cada processo, identificando problemas e tornando a produção mais eficiente.

Por que as indústrias devem gerenciar seus processos?

A partir dessa maior organização e ligação entre as etapas da produção industrial, devido à gestão de processos, surgem uma série de benefícios para as empresas.

Sendo assim, veja abaixo uma lista com as principais vantagens que esse método proporciona para uma indústria, frisando novamente que independe o ramo de atuação:

  1. Redução dos custos dos processos devido ao seu mapeamento e otimização das ações;
  2. Diminuição do tempo de duração de cada processo, acarretando em um menor tempo necessário para a produção e no aumento de material produzido;
  3. Maior encadeamento entre as etapas da produção, proporcionando uma redução drástica da necessidade da realização de retrabalhos e de falhas;
  4. Melhor racionalização dos recursos utilizados, tanto os materiais e tecnológicos quanto os financeiros e humanos;
  5. Aumento da satisfação dos clientes com os produtos, dos colaboradores em trabalhar na empresa e dos investidores de ver a organização crescer ainda mais.

Passo a passo para implantar a gestão de processos

Agora que você já entendeu toda a importância e o impacto que uma gestão de processos pode proporcionar para uma empresa, conheça uma passo a passo para implementar esse método no seu negócio.

Antes de qualquer coisa, entretanto, vale ressaltar que algumas tarefas podem ser delegadas para terceiros, a fim de economizar tempo e recursos, e contar com um serviço especializado de maior qualidade, como a impressão 3D feita pela MUV 3D print.

1. Mapear processos

Essa primeira etapa é feita para a criação de um fluxograma de todas as etapas que existem durante um processo de produção da empresa, ou seja, uma descrição de todas as tarefas realizadas e seus responsáveis. Produza esse mapeamento de forma clara e completa, com todas as informações que envolvem a produção, pois dessa forma é mais fácil identificar erros e gargalos.

2. Definir procedimentos padrões

Após essa análise inicial chega o momento de se definir qual o procedimento que deve ser seguido para se atingir o máximo de eficiência e qualidade na produção e defini-lo como padrão. Pode ser feito um novo fluxograma para deixar mais claro essa mudança para toda a equipe, facilitando a sua a implementação em busca de um processo de melhoria contínua.

3. Auditar processos mapeados

Com a implementação dos novos processos, chega o momento de se fazer o monitoramento das mudanças propostas e de analisar a efetividade delas. Essa também é a hora correta para se fazer revisões em algum processo que continua não funcionando de maneira adequada.

4. Usar sistemas de gestão

Depois de todo esse processo, chega o momento de automatizar através de um sistema de gestão. Essa automatização deve ocorrer somente após toda a análise dos processos para evitar que ainda ocorram erros, o que poderia gerar mais gastos para a empresa.

Conclusão

Em suma, a gestão por processos é um modelo de controle organizacional que busca promover um melhor gerenciamento dentro de uma indústria. Com isso, esse modelo busca agregar um maior valor ao produto final, além de melhorar a qualidade do material que chega ao consumidor final.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre a gestão de processos? Então, compartilhe este artigo com seus amigos nas redes sociais e divida mais esse conhecimento que você adquiriu.

 

Matéria retirada do portal MUV 3D print

botao-03